Os novos formatos da HP índigo e seus alvos: um passo a frente no mercado

Os novos formatos da HP índigo e seus alvos: um passo a frente no mercado

Avalie este item
(0 votos)

Os novos lançamentos da HP, revelados na semana passada e que estarão brilhando na Drupa

Na semana passada a HP desvendou um segredo bem guardado e revelou suas novas máquinas no formato 53x75 cm. Contrariamente aos equipamentos em formato similar lançados pela Fuji na última Drupa, seguida pela Screen, ambas em inkjet, as novas HP série 10.000 mantém o padrão índigo de impressão com elektroink. Mais do que a novidade do formato, o lançamento da série com as máquinas 30.000 com foco no mercado de embalagens e a 20.000, mesma máquina, mas com alimentação em bobina, firma a posição da HP em segmentos de mercado de forte crescimento e amplia substancialmente as possibilidades de utilização de impressão digital em novas e robustas aplicações.

A HP 10.000, com três fontes de alimentação de papel, permitindo alternância de suportes e até 7 cores de tinta tem foco nos mercados promocionais como cartazetes, malas diretas com mais dobras e afins, além de foto álbuns e um miríade de aplicações. Pode imprimir em diferentes suportes, inclusive sintéticos.

A HP 20.000 com alimentação em bobina permite produções de rótulos e embalagens flexíveis dando ainda mais alternativas a impressores que já possuem flexografia, passando a contar com um equipamento para tiragens pequenas e médias.

A HP 30.000 tem como foco o mercado de embalagens. Com aplicação de verniz UV em linha e capacidade de imprimir também em sintéticos e metal, permitirá a produção dos mais diferentes tipos de embalagens, inclusive latas em pequena escala e personalizadas.

A HP anunciou um total de 10 novidades na área digital, a maioria aprimoramentos de seus atuais equipamentos, com incremento das velocidades de impressão através do uso de tres cores, aplicações de tinta invisível e outras novidades, mas, sem dúvida, as novas máquinas do chamado formato B2 vão captar a atenção daqueles que forem à Drupa.

Essas máquinas estarão disponíveis a partir de 2013, mas, desde já, pode-se prever uma acentuada utilização desse formato ampliando as possibilidades de novas impressões, sejam oriundas da offset, seja a materialização de novas produções.

Será mesmo? O que vocês pensam a respeito?

Ler 56447 vezes
Hamilton T. Costa

Website.: www.anconsulting.com.br