Blog Impressões

 

Publicado na Printing Impressions. Ver artigo original clicando aqui. 

Artigo de Rosemarie Monaco

Canon Solutions America, ESS and Rosemarie Monaco present seven steps to transition from printer to marketing partner

Excelente artigo mostrando 7 etapas para transformação do negócio. 

 

Reinvention used to be a means to rejuvenate a company. Today, it’s business as usual. Companies across every industry are constantly redefining who they are and how they can best serve their clients. Media companies, for example, constantly reshape their offerings based on which device their viewers prefer.

Graphic arts companies are hardly strangers to reinvention. Remember when typographers became service bureaus and prepress shops became printers, all of which evolved into print service providers? The difference, though, between high-tech industries and the printing industry has been the rate at which changes occurred. Yet today, business for every company regardless of its industry has to evolve at the rate of technology. Those who don’t adapt will get left behind.

The concept of reinvention (O conceito da Reinvenção)

Reinvention is as much about how clients perceive you as it is about what you offer. Nowadays, most print service providers (PSP) offer clients much more than print. In addition to the full gamut of print from personalized direct mail to building wraps, many offer the means to multi-channel marketing. But if their clients see them as “the printer” rather than a marketing partner, they get stuck at “versatile” and never reach the coveted position of “indispensable.” So what’s a PSP to do? Follow these seven steps and reinvent your business. 

Published in NOTICIAS e COMENTARIOS

nosso artigo na Revista Abigraf 290

Em nosso artigo na edição anterior desta revista Abigraf, ressaltamos as mensagens do livro A Revanche do Analógico, bastante atual e pertinente no que se refere a novas reações positivas de muitas pessoas, jovens inclusos, diante do material impresso: livros, revistas e outros, principalmente em face do sucesso da comunicação digital. O sucesso do digital permite ver melhor agora as vantagens comparativas do impresso. Uma constatação que devemos saber explorar.

Published in BLOG IMPRESSÕES
Participamos do Dscoop9 da HP. Um evento que vale a pena.

No começo de março tivemos em Orlando, Fl., EUA, a nona edição do Dscoop, associação dos usuários da tecnologia Indigo da HP.

Mais de 2.500 participantes, mais da metade deles pela primeira vez, além de mais de 30 outros vendors que fornecem diretamente equipamentos complementares, softwares, substratos, insumos, etc. No seu conjunto conformando uma feira que já deixa muitas feiras gráficas por aí no chinelo.

O Dscoop hoje desenvolve pelo menos um evento anual em sua três divisões: a norte-americana – que realizou esse evento  - uma europeia e uma asiática. Possivelmente ainda neste ano, antecedendo a Expoprint Latin America, em São Paulo, teremos a primeira da América Latina.

Falando em América Latina é surpreendente o número de Latino-americanos que anualmente participam do Dscoop nos Estados Unidos. Na deste ano anda menos do que 250 estiveram por lá, sendo de brasileiros o maior contingente. Ativamente participativos, integrados nas diversas apresentações, em especial aquelas indicadas para os da região onde podiam ter tradução para português e espanhol.

Tivemos a oportunidade de falar rapidamente ao grupo, de forma mais especial aos de outro países da América Latina convidando-os a virem ao Brasil na Exproprint em julho.

Quando digo que o evento é abrangente e ao mesmo tempo focado, é porque ele tem mais de 100 apresentações dos mais diversos tipos, porém divididas entre quatro áreas básicas: gestão, operações, vendas e marketing e tecnológicas, focadas para impressão comercial, embalagem, grandes formatos, mala direta/inkjet, mala direta, publicações/inkjet, rótulos e embalagens, editorial e automação de workflow. Além disso keynote speakers que pontuam assuntos de interesse geral.

Um universo de informações voltadas a aplicações práticas, que podem ser vistas e discutidas.

Essa questão, alias, é fundamental. Um evento dedicado ao networking e troca de experiências, à discussão do que está sendo feito e do que pode ser feito no mundo da impressão digital com as tecnologias hoje disponíveis. Feito e pensado pelos que estão na indústria e que compartilham informações.

Perguntei ao Fernando Alperowitch, HP América Latina, se o sucesso do Dscoop não os enchia de orgulho e ele me disse que sim, mas acima de tudo, a própria surpresa pelo espantoso crescimento e a participação entusiasmada da maioria. Pude dizer, experiente que sou no setor e já tendo visto inúmeros formatos de eventos e mesmo outro grupos de usuários, que o grande segredo do sucesso do Dscoop é sua auto organização, ou melhor,  a possibilidade assegurada aos próprios usuários de se organizarem e de promoverem interações com o objetivo claro de desenvolvimento de mercado e, claro, de seus próprios negócios.

Outras organizações de usuários, também de grandes empresas do setor, não tiveram esse mesmo sucesso porque não tiveram a liberdade de fazer por sí. Essas outras empresas sempre foram as dirigentes e controladoras, ao contrário da postura da HP, incentivadora, com respaldo, mas deixando a gestão com autonomia e, ao mesmo tempo, com profissionalismo, pois é uma empresa contratada pela organização de usuários que faz a gestão.

Um show. Incluindo inclusive um app que podia ser baixado no smartphone ou no tablete e que dava informação, interação e possibilidade de integração com qualquer participante.

Esse é o segundo Dscoop que participo. No anterior tive a chance de apresentar um workshop para mais de 300 pessoas, a grande maioria de norte-americanos. Uma experiência fantástica e que acabou gerando um webinar e artigos.

Neste daqui valeu a interatividade, a oportunidade de poder conversar diretamente com diversos dirigentes de empresas gráficas, analistas, profissionais e executivos de diversos fornecedores presentes, além de participar de reuniões de informação com altos dirigentes da própria HP.

Deu para sentir um pouco mais da pulsação do mercado e das oportunidades que se apresentam a frente para empresas gráficas antenadas nas mudanças e nas reais possibilidades de crescimento.

Espero também que aqueles convidados para a Expoprint possam estar conosco em São Paulo em julho e no evento da HP que antecede a feira.

Nos vemos lá.

Captura de Tela 2014-03-19 às 18.13.32

Published in BLOG IMPRESSÕES